terça-feira, 26 de outubro de 2010

Pequena Introdução ao Budismo

O Budismo não pode ser classificado como Religião, pois não há o culto de uma divindade; seria mais correto qualificá-lo como uma filosofia espiritualista.

Buda não é uma pessoa, é um título que vários mestres já usaram, e significa “ aquele que sabe” ou “ aquele que despertou” , identificando alguém que atingiu um nível superior de compreensão do universo e transcendeu a condição humana.

O Buda mais conhecido foi, sem dúvida, Sidarta Gautama, o Sakya Muni, o real fundador do Budismo.

No Brasil, o budismo foi introduzido por imigrantes japoneses no início do século XX e, a partir de 1950, começaram a chegar missionários e foram fundadas as primeiras organizações no Estado de São Paulo. Atualmente há comunidades de todas as correntes Budistas no Brasil em todo o território nacional. Estima-se que cerca de 800.000 pessoas professam o Budismo como opção religiosa- filosófica.

O essencial do pensamento budista está nas Quatro Nobres Verdades, enunciadas por Buda, na crença de que os seres humanos estão presos a um ciclo de morte e renascimento (samsara*) enquanto as conseqüências de seus atos os prenderem (karma*).

A existência humana está sujeita ao sofrimento, doença e morte, ciclo este que só pode ser rompido ao se compreenderem e cumprirem As Quatro Nobres Verdades.

..::Resumo::..
  • Buda significa em sânscrito o Desperto e é um título dado na filosofia budista aquele que despertou plenamente para a verdadeira natureza dos fenômenos, reconhecendo a origem do sofrimento e como superá-lo atingindo o Nirvana.
  • O Budismo é uma filosofia de vida baseada integralmente nos profundos ensinamentos do Buda para todos os seres, que revela a verdadeira face da vida e do universo.
  • Quando pregava, o Buda não pretendia converter as pessoas, mas iluminá-las.
  • O Budismo é uma religião prática, devotada a condicionar a mente inserida em seu cotidiano, de maneira a leva-la à paz, serenidade, alegria, sabedoria e liberdade perfeitas. Por ser uma maneira de viver que extrai os mais altos benefícios da vida.

______________________________
*Karma
No budismo, Kamma ou Karma é a palavra para "ato" ou "ação" e, nesse sentido, usa-se a palavra em textos mais antigos para ilustrar a importância de desenvolver atitudes e intenções corretas.

*Samsara
É a perpétua repetição do nascimento e morte, desde o passado até o presente e o futuro.

3 comentários:

Sid Cerveja disse...

Não concordo com tudo, mas o texto está bem bacana, me interesso pelo budismo, valeu pelas informações.

BrunoChapo disse...

Certinho, não se pode concordar com tudo que se le, sempre tem que duvidar e procurar por você mesmo!

...

Eumar Lima disse...

Nem sempre se é favorável as alternativas.
Gostei do post e do Blog

tô seguindo.

Eumar Lima - A VERDADE NUA E CRUA.